Dante Alighieri  1265-1321

 

Um dos principais guibelinos, defensor do Imperador, contra os guelfos, defensores do poder do Papa. Nasce em Florença no seio de uma família guelfa, mas este grupo divide-se entre os brancos, burgueses contrários ao papa, e os negros, populares. Estes tomam o poder em 1310 e Dante, ligado aos primeiros, parte para o exílio. Contudo, já em 1313 se asume como guibelino.

 

·De Monarchia

(c. 1309) (cfr. trads. port. de Carlos Soveral, Vida Nova e Monarquia, Lisboa, Guimarã es Editores, 1954).äMonarchia, De.

 

4Assoun, Paul-Laurent, «Dante», in Dictionnaire des Oeuvres Politiques, pp. 197-200.4Battaglia, Felice, Curso de Filosofia del Derecho, trad. cast. de Francisco Elias Tejada e Pablo Lucas Verdú, Madrid, Reus, 1951, I, pp. 182 segs..4Calafate, Pedro, «Dante», in Logos, 1, cols. 1273-1277.4Cerroni, Umberto, O Pensamento Político, II, pp. 167 segs..4Gettell, Raymond G., História das Ideias Políticas, trad. port. de Eduardo Salgueiro, Lisboa, Editorial Inquérito, 1936, pp. 142 segs..4Goudet, Jacques, Dante et la Politique, Paris, Éditions Aubier, 1979.4Moncada, Luís Cabral, Filosofia do Direito e do Estado, I, pp. 90 segs.. 4Passerini, Dante as Political Thinker, Oxford, Clarendon Press, 1952.4Prélot, Marcel, As Doutrinas Políticas, II, pp. 10 segs..4Theimer, Walter, História das Ideias Políticas, trad. port., pp. 85 segs..

 


© José Adelino Maltez. Todos os direitos reservados. Cópias autorizadas, desde que indicada a proveniência: Página profissional de José Adelino Maltez ( http://maltez.info). Última revisão em: