Ammirato, Scipion  (1531-1601)

 

Florentino, teórico da razão de Estado, a qual define como uma contravenção à lei ordinária, tendo em vista o benefício público, isto é, uma maior e mais universal razão. Admite a simulação, embora considere que no caso de conflito entre a razão de Estado e a religião, esta deve ter a prevalência.

 

·Discorsi sopra Cornelio Tacito

1594


© José Adelino Maltez. Todos os direitos reservados. Cópias autorizadas, desde que indicada a proveniência: Página profissional de José Adelino Maltez ( http://maltez.info). Última revisão em: