Respublica     Repertório Português de Ciência Política         Edição electrónica 2004


1864

ANO DE 1864

 

Abertura do caminho de ferro até Vilar Formoso. Linha do Norte chega a Gaia. A do Sul atinge Beja.

Rodrigues de Freitas publica Breves Reflexões sobre a Questão Bancária.

No Archivo Rural publicam-se: de Silvestre Bernardo Lima, Apontamentos para um Compêndio Elementar de Zootecnia Geral e Francisco da Veiga Beirão, Estudos sobre o Crédito Rural.

Fundada a Cruz Vermelha Internacional por Henri Dunant.

Operários em França passam a ter direito à greve e à liberdade de associação.

Marx e Engels fundam a I Internacional.

Surge a Sylabus de Pio IX.

Rodrigues de Freitas publica Breves Reflexões sobre a Questão Bancária

 

JANEIRO DE 1864

 

 

Recenseamento da população

Realiza-se o primeiro recenseamento sistemático da população em Portugal. 3 829 618 habitantes

 

16

Remodelação governamental

Em 16 de Janeiro de 1864, Loulé volta ao reino, substituindo Anselmo José Braamcamp (até 5 de Março de 1865); José Gerardo Ferreira Passos substitui Sá da Bandeira na guerra (até 5 de Março de 1865);. João Crisóstomo de Abreu e Sousa substitui Loulé nas obras públicas (de 16 de Janeiro de 1864 a 17 de Abril de 1865).

 

 

Grande empréstimo

Governo consegue um grande empréstimo de 5 milhões de libras.

 

 

FEVEREIRO DE 1864

 

 

Polémica na Confederação Maç ónica Portuguesa

Inocêncio Francisco da Silva ataca a liderança de Lobo de Ávila, defendendo o regresso de Loulé ao cargo de grão-mestre.

 

 

MARÇO DE 1864

 

 

Lobo de Ávila derrotado na Confederação Maç ónica Portuguesa

Loulé é eleito grão-mestre da Confederação Maç ónica Portuguesa, em disputa com Lobo de Ávila. Mas o presidente do conselho não aceita o lugar. O cargo será ocupado interinamente por Joaquim de Abreu Viana até Janeiro de 1866.

 

11

Proposta de abolião do monopólio dos tabacos

Proposta de lei do governo abolindo o monopólio dos tabacos. Prevê-se a proibição da cultura no Continente.

 

 

ABRIL DE 1864

 

 

Rolinada em Coimbra

Entre Abril e Maio, revolta estudantil em Coimbra. Fica conhecida pela rolinada. Os estudantes solicitaram o perdão de acto, negada por uma portaria duríssima do governo. Manifestação de estudantes no Largo da Feira é duramente reprimida. Tropas ocupam Coimbra. Num acto de protesto, cerca de meio milhar de estudantes desloca-se para o Porto, declarando não quererem regressar a Coimbra. Encerrada a universidade. Forças militares continuam em Coimbra. São demitidos o governador civil de Coimbra e o reitor da Universidade, Vicente Ferrer de Neto Paiva.

 

 

MAIO DE 1864

 

 

Cisão maç ónica

Lobo de Ávila constitui a Confederação Maç ónica Progressista de Portugal, uma cisão dentro da Confederação Maç ónica Portuguesa. Acampanha-o, por breves tempos, Mendes Leal.

 

12

Novo regime dos tabacos

Aprovado o novo regime dos tabacos. Liberdade de fabrico do tabaco em Lisboa, Porto, Açores e Madeira. Proibida a cultura do tabaco no continente. Aprovado no dia 12 e promulgado no dia seguinte.

 

16

Criação do BNU

Autorizada a criação do Banco Nacional Ultramarino

 

 

JUNHO DE 1864

18

Tabacos de Xabregas

Criada a Companhia da Fábrica de Tabaco de Xabregas, dominada por Francisco Isidoro Viana.

 

25

Celeiros comuns

A gestão dos celeiros comuns é atribuída à s câmaras municipais

 

AGOSTO DE 1864

12

Permitida a criação de depósitos de cereais exóticos em Lisboa e no Porto.                               

22

Criada uma comissão para a reforma da parte agrícola do MOPCI, com especial incidência no ensino agrícola. Fazem parte da mesma J. Andrade Corvo, S. B. Lima e Ferreira Lapa.

 

SETEMBRO DE 1864

 

Exposição agrícola

Grande exposição agrícola nacional promovida pela RACAP

 

11

Eleições

Nas eleições de 11 de Setembro de 1864, nova vitória governamental. 32 deputados da oposição regeneradora.

 

 

Salamanca

Adjudicada ao marquês de Salamanca a abertura da linha do Douro para Salamanca e Medina del Campo.

 

OUTUBRO DE 1864

3

Criado um corpo de engenharia civil.

25

Crédito Predial

Aprovados os estatutos do Companhia Geral de Crédito Predial Português. Tem o privilégio de emitir obrigações prediais durante 25 anos.

 

 

DEZEMBRO DE 1864

12

Mendes Leal sai do governo

Em 12 de Dezembro de 1864: João Crisóstomo de Abreu e Sousa substitui Mendes Leal na marinha, continuando nas obras públicas. Mendes Leal pediu a demissão em plena Câmara dos Deputados; logo se seguiria a de Ferreira Passos, a quem estava intimamente ligado.

20

Reforma do ensino industrial

28

Instituído o Conselho Geral de Estatística

29

Organização do Instituto Geral de Agricultura

 


© José Adelino Maltez. Todos os direitos reservados. Cópias autorizadas, desde que indicada a proveniência: Página profissional de José Adelino Maltez ( http://maltez.info). Última revisão em: 13-04-2009