Respublica     Repertório Português de Ciência Política         Edição electrónica 2004


1901

 

 

Jan.  Fev.  Mar.  Abr.  Mai.  Jun.  Jul.  Ag.  Set.  Out.  Nov.  Dez.


Janeiro

 

No ano de 1901, quando Júlio Dantas escreve A Severa será fundada a Sociedade Nacional de Belas Artes.

 

13

D. Miguel II visita Portugal semi-clandestinamente

D. Miguel II esteve em Lisboa, Coimbra e Porto clandestinamente, em 13 de Janeiro de 1901. O governo e o maonarca, apesar de terem conhecimento do facto, decidem ignorar oficialmente tal permanência.

 

2 Discurso da Coroa
Abel de Andrade é nomeado director-geral da Instrução Pública
28 D. Carlos parte para Inglaterra para assistir aos funerais da rainha Vitória. Apenas regressa a 13 de Fevereiro seguinte


Fevereiro

1 Morte do Conde de Valbom, Joaquim Tomás de Lobo d'Ávila
6 Votado o bill de indemnidade
6 Morte de Tomás Ribeiro

 

Funerais da rainha Vitória

Morte da rainha Vitória (22 de Janeiro). D. Carlos vai aos funerais a Londres e regressa a Lisboa a 13 de Fevereiro de 1901.

 

12

Ruptura formal entre Hintze e Franco

Em 12 de Fevereiro de 1901 deu-se a ruptura formal entre Hintze Ribeiro e João Franco.

 

 

Aparece o Imparcial

Retoma-se a questão religiosa. Em Fevereiro de 1901 aparece o periódico Imparcial de Abel de Andrade e Carneiro de Moura.

 

25

Incidente Calmon

Em 17 de Fevereiro de 1901 é o incidente Calmon, com manifestações anticlericais em Lisboa (uma senhora de 32 anos, filha do cônsul do Brasil no Porto queria entrar para um concento, com oposição da família…).

25 Governo apresenta parlamentarmente propostas de reforma da fazenda


Março

12

Decreto anticongreganista

No dia 12 de Março, o governo emite um decreto sobre ordens religiosas, mantendo a tradição anticongreganista dos regeneradores.

 

20

Encerramento de várias casas religiosas

Do mesmo teor um diploma de 20 de Abril, onde eram encerradas várias casas mantidas por institutos religiosos.

 

28

Apreensão de A Palavra

No dia 28 de Março era apreendido no Porto, o periódico católico A Palavra.

 


Abril

11

Criação do Centro Nacional Académico

Criado em Coimbra o Centro Nacional Académico em 11 de Abril de 1901.

 

14

D. Carlos saudado como rei liberal

No dia 14 de Abril, D. Carlos era saudado na praça de touros do Campo Pequeno, aos gritos de viva o rei liberal.

 

18

Decreto controlador das casas religiosas

Por decreto de 18 de Abril de 1901 apenas são admitidas as casas religiosas que se dediquem á instrução ou beneficência ou à propaganda da fé e civilização no Ultramar.

 

25

Criação de uma Comissão Liberal

No dia 25 de Abril constituía-se uma Comissão Liberal, isto é, anticlerical, presidida por José Dias Ferreira.

 

30

Criação de uma Junta Liberal republicana

Os republicanos respondem a 30 de Abril com uma Junta Liberal presidida por Miguel Bombarda.

 

Malheiro Reymão ataca o governo sobre a proposta de reforma da contribuição predial

 

Reacção organizacional dos católicos

A este ambiente anticlerical vão taambém responder os católicos em termos organizacionais, destacando-se a criação do Centro Nacional Académico em Coimbra, base do futuro CADC. Em 1902 surge a Associação Promotora da Educação e Instrução Popular que em 1907 passa a designar-se Liga de Acção Social Cristã, donde em 1924 emerge a Juventude Católica Feminina.

 


Maio

 

25 deputados aderem à dissidência de João Franco

25 deputados afectos a João Franco abandonam o partido regenerador em Maio de 1901.

 

16

Criado o Centro Regenerador-Liberal em Lisboa

Forma-se o Centro Regenerador-Liberal em 16 de Maio de 1903.

 

 

 

Congresso do Partido Republicano em Coimbra (Janeiro de 1902). Congresso do Partido Nacionalista em Viana do Castelo (3 de Julho de 1903).


Junho

1

João Arroio sai do governo

Matoso dos Santos substitui João Marcelino Arroio nos estrangeiros.

 

1

Duelo entre João Franco e Pinto dos Santos

João Franco enfrenta Pinto dos Santos num duelo (1 de Junho).

 

 

Dissolução da Câmara dos Deputados

a Câmara dos Deputados. Depois do grupo de João Franco, Hintze perdia o apoio de Arroio.


Julho


Agosto

12

Autonomia da Madeira

Em 12 de Agosto, decreto sobre a autonomia da Madeira.

 

13

Nova lei eleitoral. A chamada ignóbil porcaria, segundo as palavras de João Franco

Em 13 de Agosto surge nova lei eleitoral. As eleições decorrem em 6 de Outubro.

 


Setembro

9

Dissolução da Câmara Municipal de Lisboa. Nomeada uma comissão administrativa


Outubro

6 Eleições

18

Dantas Baracho abandona o partido regenerador

Em 18 de Outubro de 1901 saía do partido regenerador o general Dantas Baracho, a que se seguirão, em 1903, Luís Augusto Rebelo da Silva e Pinto dos Santos, enquanto Mariano de Carvalho apoiava o governo.

 


Novembro


Dezembro

2

Congresso Colonial Nacional

Inaugurado o Congresso Colonial Nacional em 2 de Dezembro de 1901.

 

 

Reforma militar e do ensino primário
Reforma militar e do ensino primário (Dezembro de 1901).

5

Conferência anticlerical
Dias Ferreira realiza conferência anticongreganista no dia 5 de dezembro.

31

Tumultos em Torres Vedras
Em 31 de Dezembro houve tumultos em Torres Vedras por causa da crise vinícola.

 

Questão religiosa
Há 43 associações religiosas que se conformam com as determinações do decreto de 18 de Abril.


© José Adelino Maltez. Todos os direitos reservados. Cópias autorizadas, desde que indicada a proveniência: Página profissional de José Adelino Maltez ( http://maltez.info). Última revisão em: