Respublica     Repertório Português de Ciência Política         Edição electrónica 2004

Eleições de 1894 (15 e 30 de Abril)

 

Eleições realizadas durante o primeiro governo de Hintze Ribeiro, com João Franco na pasta do reino. Os governamentais regeneradores que se apresentam como concentração monárquica obtêm uma vitória esmagadora, reduzindo os progresistas a 11 deputados e os republicanos a dois deputados eleitos por Lisboa. Um universo de 986 233 eleitores tem de escolher 169 deputados: 79 por círculos uninominais no continente e 58 por círculos plurinominais no continente. Há um círculo por cada sede de distrito. 14 deputados por círculos plurinominais nas ilhas. 12 pelo ultramar. 6 deputados por acumulação de votos. 2 deputados republicanos em Lisboa.

 


35ª eleição geral

26ª eleição da 3ª vigência da Carta

23ª eleição da Regeneração

169 deputados

80 por círculos uninominais no continente

58 por círculos plurinominais no continente

14 por plurinominais nas ilhas

12 pelo Ultramar

6 por acumulação de votos

 

15 e 30 de Abril de 1894

 

Dissolução em 9 de Dezem,bro de 1893

Vitória dos governamentais regeneradores que se apresentam como concentração monárquica.

Progressistas reduzidos a 11 deputados. Os caciques progressistas de Lisboa, como José Pinheiro de Melo e o prior da Lapa ajudaram os republicanos, enquanto outros, como o Conde do Restelo, se passaram para os governamentais regeneradores

2 deputados republicanos em Lisboa (Eduardo de Abreu e Gomes da Silva)

 

·Governo regenerador de Hintze Ribeiro, a partir de 22 de Fevereiro de 1893 até 7 de Fevereiro de 1897. João Franco no reino.

Dissolvida a CD em 7 de Dezembro de 1893.

·Emídio Navarro colabora com Carlos Lobo de Ávila em 1893.


© José Adelino Maltez. Todos os direitos reservados. Cópias autorizadas, desde que indicada a proveniência: Página profissional de José Adelino Maltez ( http://maltez.info). Última revisão em: