Respublica     Repertório Português de Ciência Política         Edição electrónica 2004

Eleições de 1905 (12 de Fevereiro)

 

5 667 172 habitantes no continente e ilhas em 1905. 679 926 eleitores (12% da população total). Decreto de 8 de Agosto de 1901 (a chamada ignóbil porcaria). 155 deputados. 148 deputados no continente e ilhas (ratio deputado/ população de 1/36 642). 26 círculos plurinominais no continente (22) e ilhas (4). 17 correspondentes a distritos. 7 círculos uninominais no Ultramar. Restaurada a representação das minorias (35 deputados). Regime de escrutínio por lista. Vitória dos governamentais progressitas. Eleitos 3 deputados franquistas. Republicanos não colegem eleger nenhum deputado por Lisboa. Governo progressista de José Luciano.

 

42ª eleição geral

33ª eleição da 3ª vigência da Carta

30ª eleição da Regeneração

157 deputados.

Regime de escrutínio por lista.

Representação das minorias (37).

12 de Fevereiro de 1905

Eleição da Câmara dos Deputados

Vitória dos progressistas

Eleitos 3 deputados franquistas (João Franco, Luciano Monteiro e Fernando Martins de Carvalho). Regeneradores e progressistas parecem estar mais contra os franquistas do que contra os republicanos.

 

Republicanos não colegem eleger nenhum deputado por Lisboa. Vencem na zona urbana (6 991 votos contra 5 980 dos progressistas, 2 978 dos regeneradores e 2 892 dos franquistas), mas perdem na zona rural.

João José Sinel de Cordes e conde da Ribeira Grande são eleitos deputados progressistas por Lisboa

·Governo progressista de José Luciano de 20 de Outubro de  1904 a 1 Fevereiro de 1906.

Ministro da justiça José de Alpoim demite-se em 10 de Maio de 1905, surgindo a chamada dissidência progressista.

Além da dissidência de Alpoim, outros messias desenquadraram-se. Bernardino Machado adere aos republicanos em 5 de Fevereiro de 1905 e João Franco sai dos regeneradores. José Luciano, que sofria de hemiplegia, governa o país pelo telefone, a partir da sua casa. Em 1880 haviam sido instalados telefones em Lisboa que atingiram os 3 500 em 1910.


© José Adelino Maltez. Todos os direitos reservados. Cópias autorizadas, desde que indicada a proveniência: Página profissional de José Adelino Maltez ( http://maltez.info). Última revisão em: