Respublica     Repertório Português de Ciência Política         Edição electrónica 2004


Governos da I República

1910 1911 1912 1913 1914 1915 1916 1917 1918 1919 1920 1921 1922 1923 1924 1925

1910

Governo Provisório (334 dias). António José de Almeida no interior.


1911

Governo de João Chagas  (de 3 de Setembro a 12 de Novembro de 1911= (oposição dos afonsistas) até 7 de Novembro (perde apoio dos almeidistas). 70 dias. Congresso do PRP em 27 de Outubro. Presidente acumula o interior.

2º governo republicano

1º governo constitucional

70 dias

Quase dois meses e meio.

Governo de Augusto de Vasconcelos desde 12 de Novembro de 1911 (três democráticos e quatro homens do bloco). 217 dias.Cerca de sete meses. Governo constitucional. 


1912

Governo de Duarte Leite de 16 de Junho de 1912 a 9 de Janeiro de 1923 (3 democráticos, 2 unionistas e 2 evolucionistas). 198 dias. Cerca de seis meses e meio. Presidente acumula o interior.


1913

Governo de Afonso Costa de 9 de Janeiro de 1913 (integrado por democráticos e independentes agrupados de António Maria da Silva, com o apoio parlamentar dos unionistas).  396 dias.


1914

Governo de Bernardino Machado, desde 9 de Fevereiro de 1914 (quatro democráticos e os restantes independentes). Bernardino no interior. 306 dias.

Governo de Vítor Hugo Azevedo Coutinho desde 12 de Dezembro de 1914. 44 dias. Alexandre Braga no interior.


1915

Movimento das Espadas em 22 de Abril de 1915 e governo de Pimenta de Castro, até 14 de Maio de 1915 (109 dias). Gomes Teixeira no interior. Chega a ser elaborada  nova lei eleitoral que dava direito de voto a oficiais, sargentos e equiparados, ao mesmo tempo que criava 22 círculos plurinominais no Continente.

Governo de João Chagas/ José de Castro, desde 15 de Maio de 1915. João Chagas acumula o interior. A partir de 17 de Maio é substituído nas duas funções por José de Castro. A partir de 19 de Junho de 1915, José Augusto Ferreira da Silva no interior. A partir de 11 de Novembro de 1915, Catanho de Meneses.

Governo de Afonso Costa, desde 29 de Novembro de 1915. No interior, Almeida Ribeiro.


1916

Governo da União Sagrada,  presidido por António José de Almeida, desde 15 de Março de 1916. 405 dias.


1917

Governo de Afonso Costa, desde 25 de Abril de 1917. 231 dias. Almeida Ribeiro no interior.


1918

Sidonismo (desde 5 de Dezembro de 1917). Constituído governo em 12 de Dezembro de 1917, com três unionistas e dois centristas. 376 dias.

Governo de Tamagnini Barbosa desde 23 de Dezembro. 35 dias.


1919

 

Governo de concentração republicana de José Relvas (de 27 de Janeiro a 30 de Março de 1919). 62 dias. Presidente acumula com o interior.

 

·Governo de Domingos Pereira (de 30 de Março de 1919 a 29 de Junho do mesmo ano, com democráticos, evolucionistas, unionistas, independentes e socialistas). 92 dias. Presidente acumula com o interior.

 

·Sá Cardoso (da ala moderada dos democráticos, de 29 de Junho de 1919 a 15 de Janeiro de 1920). 205 dias. Presidente acumula com o interior.

 


1920

 

Governo de Fernandes Costa, nomeado no dia 15 de Janeiro. António Granjo previsto para o interior. Não toma posse e é reconduzido o gabinete de Sá Cardoso.

 

·Domingos Pereira (de 21 de Janeiro a 8 de Março de 1920). 47 dias. Presidente acumula com o interior.

 

·António Maria Baptista/ Ramos Preto (de 8 de Março a 6 de Junho de 1920). 110 dias. António Maria Baptista acumulou com o interior. A partir de 14 de Junho de 1920, José Pedroso Lima.

 

·António Maria da Silva (com democráticos, populares e socialistas, de 26 de Junho a 19 de Julho de 1920). 23 dias. No interior, José Pedroso Lima.

 

·António Granjo (de 19 de Julho a 20 de Novembro de 1920, numa aliança entre liberais e reconstituintes). 124 dias. Felisberto Alves Pedrosa no interior.

 

·Álvaro de Castro (de 20 a 30 de Novembro, com reconstituintes, populares e democráticos). 10 dias. Presidente acumula o interior.

 


1921

 

·Liberato Pinto (de 30 de Novembro de 1920 a 2 de Março de 1921, com democráticos, reconstituintes e populares). 92 dias. Presidente acumula o interior.

 

·Bernardino Machado (de 2 de Março a 23 de Maio, com democráticos, reconstituintes e populares, mas com oposição dos liberais) . 82 dias. Presidente acumula o interior.

Governo de Tomé de Barros Queirós (governo liberal, de 23 de Maio a 30 de Agosto de 1921). 99 dias. Abel Hipólito no interior.

·António Granjo (de 30 de Agosto a 19 de Outubro de 1921). 50 dias. Presidente acumula o interior.

·Depois da noite sangrenta os governos outubristas. Primeiro, o de Manuel Maria Coelho (de 19 de Outubro a 5 de Novembro). 17 dias. Presidente acumula o interior.

·Segundo governo outubrista de Maia Pinto (de 5 de Novembro a 16 de Dezembro de 1921). 41 dias. Presidente acumula o interior.


1922

·Ministério da concentração partidária de Cunha Leal (abrangendo reconstituintes, liberais e democráticos, de 16 de Dezembro de 1921 a 6 de Fevereiro de 1922). 53 dias. Presidente acumula o interior.

·António Maria da Silva (de 6 de Fevereiro de 1922 a 15 de Novembro de 1923). 646 dias. Presidente acumula o interior.  


1923

Governo minoritário nacionalista de Ginestal Machado (de 15 de Novembro a 18 de Dezembro de 1923). 32 dias. Presidente acumula o interior.

Álvaro de Castro (com democráticos, seareiros e independentes, de 18 de Dezembro de 1923 a 6 de Julho de 1924). 203 dias. Sá Cardoso no interior.


1924

·Rodrigues Gaspar (com predominância democrática, de 6 de Julho a 23 de Novembro de 1924). 139 dias. Presidente acumula o interior.

·José Domingues dos Santos (de 22 de Novembro de 1924 a 15 de Fevereiro de 1925). 84 dias. Presidente acumula o interior.


1925

·Vitorino Guimarães (com sete democráticos, 2 reconstituintes e 2 independentes, dito governo misto de simpatia de canhotos, de 15 de Fevereiro a 1 de Julho de 1925). 136 dias. Presidente acumula o interior.

·António Maria da Silva (governo bonzo, de 1 de Julho a 1 de Agosto de 1925). 31 dias. Germano Lopes Martins no interior.

·Domingos Pereira, desde 1 de Agosto de 1925. 138 dias. Presidente acumula o interior.

·António Maria da Silva, desde 17 de Dezembro de 1925. 63 votos favoráveis, 23 contra. 164 dias. Presidente acumula o interior.


© José Adelino Maltez. Todos os direitos reservados. Cópias autorizadas, desde que indicada a proveniência: Página profissional de José Adelino Maltez ( http://maltez.info). Última revisão em: