Respublica     Repertório Português de Ciência Política         Edição electrónica 2004

 

Carbonários Os carbonari nascem de uma sociedade secreta surgida em Nápoles entre 1807 e 1810 para lutarem contra a ocupação napoleónica. Organizam-se em grupos de 20 homem, as chamadas vendas que se submetem a uma Venda Suprema. mantêm-se depois de 1815, lutando contra a Santa Aliança, promovendo a revolta de Nápoles de 1820. Passam a França, na luta contra a Restauração, sob o nome de charbonniers. Têm como chefe supremo Lafayette. Em Italia, a partir de 1831, são integrados na Jovem Europa de Mazzini.

 

 

 

Saint-Simon publica Du Système Industriel, onde Augusto Comte publica Sommaire Appréciation sur l'Ensemble du Passé Moderne, enquanto François Guizot lança Du Gouvernement de France depuis la Restauration.

Defesa da democracia representativa

William Godwin (1756-1836) tenta responder às teses de Malthus, com On Population, enquanto James Mill (1773-1836), um dos fundadores do utilitarismo, juntamente com Bentham, teoriza a democracia representativa, em Essay on Government, considerando-a como a grande descoberta dos tempos modernos, por permitir a adequação dos interesses dos governanetes e dos governados, onde os primeiros ficam com um largo espaço de autonomia de actuação, ao contrário do que acontece na democracia directa, enquanto os segundos conservam a possibilidade de controlo dos actos do governo.

Continuam as gazetas dos emigrados

Surge em Londres O Padre Amaro ou Sovela Politica, historica e literária, sob a direcção de Joaquim José Ferreira de Freitas, que durará até 1826, enquanto em Paris, Manuel Inácio Pamplona Corte-Real publica o Contemporaneo Político e Literário. No ano da morte do Abade de Barruel, José Acúrsio das Neves publica Memória sobre os meios de melhorar a indústria portuguesa, considerada nos seus diferentes ramos, enquanto o Investigador Português publica o Testamento Político de D. Luís da Cunha (1662-1749), onde se propõe a mudança da capital do reino para o Rio de Janeiro

 


 
© José Adelino Maltez
Todos os direitos reservados.
Cópias autorizadas, desde que indicada a proveniência:
Página profissional de José Adelino Maltez ( http://maltez.info)
Última revisão em: 11-04-2009

© José Adelino Maltez. Todos os direitos reservados. Cópias autorizadas, desde que indicada a proveniência: Página profissional de José Adelino Maltez ( http://maltez.info). Última revisão em: 11-04-2009