Respublica     Repertório Português de Ciência Política         Edição electrónica 2004

 

Governo miguelista Cadaval/ Basto

 

·Presidência (ministro assistente ao despacho) de D. Nuno Álvares Pereira de Melo, o 6º Duque do Cadaval.

·No reino e na marinha José António de Oliveira Leite de Barros, o 2º conde de Basto

·Na justiça, Luís de Paula Furtado Castro do Rio Mendonça;

·Na fazenda, D. Diogo de Meneses de Eça, 3º conde da Lousã.

·As pastas da guerra e nos estrangeiros são entregues ao conde de Vila Real, mas este, logo 3 de Maio, abandonou o governo, sendo imediatamente substituído, na pasta guerra, pelo conde  do Rio Pardo e na dos estrangeiros, pelo 2º visconde de Santarém, Manuel Francisco de Barros e Sousa de Mesquita de Macedo Leitão e Carvalhosa.

Em 3 de Maio de 1828:

·Conde de Vila Real é substituído na guerra pelo visconde Rio Pardo e nos estrangeiros pelo visconde de Santarém.

Em 20 de Fevereiro de 1829:

·Rio Pardo cede a pasta da guerra ao conde de São Lourenço. Mas este, logo no dia seguinte, demite-se, sucedendo-lhe o conde de Barbacena.

Em 11 de Abril de 1829:

·Luís de Paula Furtado do Rio Mendonça é substituído na pasta da justiça por Barbosa de Magalhães.

Em 1 de Julho de 1831:

·Duque do Cadaval é substituído pelo conde de Basto na chefia do governo (ministro assistente ao despacho)

Em 27 de Setembro de 1831:

·Rio Mendonça regressa à pasta da justiça.

Em 15 de Agosto de 1833:

·General Bourmont é nomeado interinamente para a pasta da guerra, substituindo o conde de Barbacena.

Em 22 de Setembro de 1833:

·António José Guião sucede ao conde de Basto nas pastas do reino e da marinha.

 

 

 


 
© José Adelino Maltez
Todos os direitos reservados.
Cópias autorizadas, desde que indicada a proveniência:
Página profissional de José Adelino Maltez ( http://maltez.info)
Última revisão em: 11-04-2009