Respublica     Repertório Português de Ciência Política         Edição electrónica 2004


Cidade de Deus

Santo Agostinho distingue entre a civitas terrena e a civitas diaboli. As duas cidades que têm, em Adão, uma origem comum, mas que se separaram quando Caim matou Abel. Duas cidades de homens, aliás, dado que a civitas Dei constitui algo que circula na civitas diaboli ou cidade terrena. A primeira fundada pelo amor do homem sobre si mesmo, com desprezo de Deus; a segunda, pelo amor de Deus, levado até ao desprezo de si mesmo. Uma distinção paralela à que faz entre uma civitas imperans, uma cidade que comanda segundo as leis, e uma civitas imperiosa, uma cidade tirânica que é reflexo de paixões desenfreadas

 




© José Adelino Maltez. Todos os direitos reservados. Última revisão em: