Respublica     Repertório Português de Ciência Política         Edição electrónica 2004


Génios invisíveis da cidade

Ferrero equipara a legitimidade aos génios invisíveis da cidade, a certas forças que actuam no interior das sociedades e que as impedem de se cristalizar numa forma definitiva, forças que nascem, crescem e morrem, forças que se assemelham aos seres vivos, mas que não são visíveis nem tangíveis, equivalentes aos genii dos romanos, esses seres intermediários entre a divindade e os homens

 




© José Adelino Maltez. Todos os direitos reservados. Última revisão em: 20-01-2009