Respublica     Repertório Português de Ciência Política         Edição electrónica 2004

Helvétius, Claude-Adrien (1715-1771)

 Um radical materialista e ateu, contrário a toda a religião. Próximo de d'Holbach. Rico proprietário, detentor do cargo de fermier général, cobrador de impostos de todas as terras do rei.

De l’Esprit

Em 1758 a obra de Helvétius foi condenada pela Sorbonne e pelo Parlamento, sendo queimada e logo teve, nesse mesmo ano, vinte edições em toda a Europa. Também o papa Clemente XIII condena a obra em causa. As restantes obras do autor foram publicadas postumamente.

A criação do utilitarismo

É o verdadeiro criador do utilitarismo. Considera que tal como o universo físico está sujeito às leis do movimento, eis que o universo moral obedece à lei do interesse. Define este como tudo quanto pode proporcionar prazer a um indivíduo ou evitar-lhe penas ou padecimentos. Isto é, que o pode tornar feliz. Enumera assim o prazer e a dor como os motores do universo moral, salientando que a virtude é o desejo de felicidade do maior número. Estas formulações são depois, retomadas e consagradas por Bentham. Considera que as acções boas são as que levam a uma maior felicidade para um maior número de pessoas.

Igualitarismo, federalismo, democracia

Defende o igualitarismo, acreditando que as diferenças entre os homens são apenas devidas à educação e o ambiente. Daí considerar que a instituição de um novo sistema de ensino poderia mudar os homens. Assume também a necessidade de uma organização federativa do político e da divisão da terra em pequenas parcelas e considera necessária a instauração imediata da democracia.

bibliografia:

1758

De l’Esprit

 

 

1772

De l’Homme, ses facultés intellectuelles et son éducation

 

 

 Gettell, Raymond G., História das Ideias Políticas, trad. port. de Eduardo Salgueiro, Lisboa, Editorial Inquérito, 1936, pp. 326 segs..

 

© José Adelino Maltez. Todos os direitos reservados. Cópias autorizadas, desde que indicada a proveniência: Página profissional de José Adelino Maltez ( http://maltez.info). Última revisão em: 26-12-2003