Respublica     Repertório Português de Ciência Política         Edição electrónica 2004

 

Huxley, Sir Julian Sorell (1887-1975)

Biólogo inglês, fundador do neo-darwinismo, que qualifica como teoria sintética da evolução. É o primeiro director-geral da UNESCO, de 1946 a 1948. Irmão do romancista Aldous Huxley. Considera que os diferentes caracteres biológicos sobre os quais se exerce a selecção natural resultam de mutações genéticas devidas ao acaso. Estas mutações genéticas, transmissíveis, é que são hereditárias e não as modificações adquiridas por acção do meio que não são geneticamente transmissíveis. O ser humano, o homo sapiens, não pode modificar-se geneticamente, através da educação ou por influência das transformações sociais e económicas. Nega-se assim a hipótese de criação de um homem novo, como pensavam os marxistas.

 
 

· Essays of a Biologist

23.

· Religion without Revelations

1927 cfr. Trad. Fr., Réligion sans Revélation, aris, Éditions Stock, 1968.

· Animal Biology

1927.

· On Living a Revolution

Nova York, Harper & Row, 1942. Cfr. a trad. fr. L'Homme cet être unique, Paris, Baconnière, 1948.

· Evolutionary Ethics

1943.

· La Genétique Soviétique

Paris, Éditions Stock, 1950.

· New Bottles for a New Wine

Nova York, Harper & Row, 1957.

· Man in the Modern World

Nova York, Harper & Row, 1959.

· Essays of a Humanist

Nova York, Harper & Row, 1964.

 




© José Adelino Maltez. Todos os direitos reservados. Última revisão em: 11-01-2004