Respublica     Repertório Português de Ciência Política         Edição electrónica 2004

Naudé, Gabriel (1600-1653).

Médico de Luís XIII, depois de ter sido bibliotecário de vários cardeais em Roma e de Mazarino em Paris. A obra que o celebrizou, de 1639, a princípio destinada a iniciados, transforma-se no paradigma dos manuais do maquiavelismo e da razão de Estado do século XVII, dando ao autor o epíteto de libertino. Assume o chamado realismo quando considera que a razão de Estado não está dependente do direito, positivo ou natural, mas apenas do interesse público.

· Science des Princes, ou Considérations Politiques sur les Coups d'Esta. Avec des Réflexions Historiques, Chrétiennes, & Politiquest

Roma, 1639.

Maltez, José Adelino, Ensaio sobre o Problema do Estado, Lisboa, Academia Internacional da Cultura Portuguesa, 1991, II, p. 77.

 




© José Adelino Maltez. Todos os direitos reservados. Última revisão em: 16-02-2009