Respublica     Repertório Português de Ciência Política         Edição electrónica 2004

Saint-Simon, Claude Henri De Rouvroy, conde de (1760-1825)

Oriundo da grande nobreza francesa. Sobrinho do memorialista Louis de Rouvroy. Começa como militar, combatendo na América em 1779. Adere à Revolução em 1789. Preso em 1793-1794, mas não por razões políticas. Apoia Bonaparte. Tem como secretários particulares, Augustin Thierry, em 1814, e Auguste Comte, a partir de 1817. Funda L'Industrie, em 1818, e L'Organizateur, 1819.  Um dos clássicos do socialismo utópico. Descobre a lei dos três estados, inventa a ideia moderna de planeamento e fomenta uma ideia de renovação moral, paralela ao desenvolvimento de grandes obras públicas, influenciando em França o desenvolvimento dos caminhos de ferro e a construção do canal de Suez, bem como a renovação do sistema bancário. Tem, entre nós, reflexos no fontismo.

Comte vai retirar deste autor a ideia de ordem e de física social

Considera que foi Descartes quem organizou a insurreição cientifica. Foi ele que traçou a fronteira entre as ciências antigas e modernas; foi ele que levantou a bandeira a que se acolheram os físicos no ataque aos teólogos; foi ele que arrancou o ceptro do mundo das mãos da imaginação para colocá-lo nas mãos da razão; estabeleceu o célebre princípio 'o homem só deve acreditar nas coisas que a razão admite e a experiência confirma', princípio que fulminou a superstição, que mudou a face moral do nosso planeta.

 

· Lettres d’un Habitant de Genève à ses Contemporains

1802.

· Introduction aux Travaux Scientifiques du XXème Siècle

1807 - 1808.

· Esquisse d’une Nouvelle Encyclopédie

1810.

· Mémoire sur la Science de l'Homme

1813.

· De la Réorganization de la Societé Européenne

1814. Em colaboração com Augustin Thierry.

· L’Industrie ou Discussions Politiques, Morales et Philosophiques dans l’Interet de tous les Hommes Livrés à des Travaux Utiles et Indépendants

1817.

· Du Système Industriel

1820 - 1822.

· Cathécisme des Industriels

1823 - 1824.

· Le Nouveau Christianisme

1825.

4 Ansart, Pierre, Saint Simon, Paris, Presses Universitaires de France, 1969. ¾ Sociologie de Saint Simon, Paris, Presses Universitaires de France, 1970. 4 Amaral, Diogo Freitas, Ciência Política, III, pp. 12 segs.. 4 Barata, Óscar Soares, «Apontamentos de História da Sociologia», in Estudos Políticos e Sociais, 1964, vol. II, nº 1, pp. 134 segs.. 4 Brito, António José, «Saint-Simon», in Logos, 4, cols. 868-870. 4 Dammame, Dominique, «Saint-Simon», in Dictionnaire des Oeuvres Politiques, pp. 730-739. 4 Denis, Henri, História do Pensamento Económico, trad. port., Livros Horizonte, 1973, pp. 379 ss.. 4 Gettell, Raymond G., História das Ideias Políticas, trad. port., Lisboa, 1936, pp. 435 segs.. 4 Halévy, Élie, História do Socialismo Europeu, trad. port. de Maria Luísa C. Maia, Amadora, Livraria Bertrand, 1975, pp. 79 segs.. 4 Maltez, José Adelino, Ensaio sobre o Problema do Estado, Lisboa, Academia Internacional da Cultura Portuguesa, 1991, I, p. 157. 4 Theimer, Walter, História das Ideias Políticas, trad. port., pp. 306 segs..

© José Adelino Maltez. Todos os direitos reservados. Cópias autorizadas, desde que indicada a proveniência: Página profissional de José Adelino Maltez ( http://maltez.info). Última revisão em: 14-01-2004