Eibl-Eibesfeld, Irenus

·Human Ethology

Nova York, Aldine de Gruyter, 1975.

·Amor y Odio

trad. cast., México, Siglo XXI, 1972.

·El Hombre Programado

trad. cast., Madrid, Alianza Editorial, 1977.

 

Eichmann in Jerusalem [1963] Arendt, Hannah Obra subtitulada um relatório sobre a banalidade do mal, onde se analisa a vida e o julgamento de um criminoso nazi, Adolf Eichman (1906-1962), polícia encarregado da solução final que, depois de refugiado na Argentina, onde vivia sob o nome de Ricardo Clemente, foi capturado em 1960 por Israel e submetido a um processo em Jerusalém, de Abril a Dezembro de 1961, que o condenou à morte. A obra irritou a comunidade judaica, dado que Hannah Arendt considera que os actos de Eichmann resultaram, não da preversidade do autor, mas da estupidez burocrática.

 

Eidética O termo foi criado em 1920 por E. R. Jaensch visando qualificar uma disposição que permite ver as coisas imaginárias. Husserl vai considerar que diz respeito à essência das coisas e não à sua existência ou presença.

 

Einaudi, Luigi

·La Guerra e l’Unità Europea

1ª ed., 1918], Milão, Edizioni di Comunità, 1948.

 

Eisenberg, Avigail I., Reconstructing Political Pluralism, Albany, State University of New York Press, 1995.

 

Eisenstein, Serguei (1898-1948) Cineasta russo, autor de obras fundamentais da propaganda soviética, como Ivan o Terrível e O Couraçado Potemkine. Influencia o português António Lopes Ribeiro, propagandista do salazarismo, que com ele chega a estagiar.

 

Einstein, Albert (1879-1955) Físico alemão, naturalizado norte-americano em 1940. Autor da teoria da relatividade. Prémio Nobel da física em 1921.

 

Einzige (Der) und sein Eigenstuhm”, 1844 Max Stirner considera o homem como o único (Einzige) que não pode ser propriedade de ninguém, nomeadamente do Estado, mesmo que seja liberal. Critica frontalemente este modelo de Estado que conduz à escravidão do eu. Considera que o Homem feito para ser proprietário de todas as coisas não pode ser possuído por ninguém. propõe que a sociedade seja fundada no egoísmo, no culto de um eu  soberano, propondo a constituição de uma associação de egoístas, todos eles soberanos (cfr. trad. fr. L’Unique et sa Proprieté, Lausanne, Éditions l’Âge de l'Homme, 1988).ìStirner.

 

Eire Ver Irlanda

 

Eisenberg, Avigail I.

·Reconstructing Political Pluralism

Albany, State University of New York Press, 1995.

 

Eisenhower, Dwight (1890-1969) Comandante supremo das forças aliadas, dirige o desembarque na Normandia em 6 de Junho de 1944. É então conhecido como Ike. Em 1949-1950 é o comandante da NATO. Presidente dos Estados Unidos, eleito em 1952. Exerce o mandato de 20 de Janeiro de 1953 a 19 de Janeiro de 1961, tendo Richard Nixon como vice-presidente. De 1953 a 1959 foi seu secretário de Estado John Fuster Dulles.

 

Eisenstadt, Samuel N.

·The Absorption of Immigrants

Glencoe, Illinois, The Free Press, 1955.

·From Generation to Generation

Nova Iorque, The Free Press, 1956.

·Essays on Sociological Aspects of Political and Economical Development

Haia, Mouton, 1961.

·The Political Systems of Empires

Nova Iorque, Glencoe, The Free Press of Glencoe, 1963 [trad. cast. Los Sistemas Políticos de los Imperios. La Ascensión y la Caída de las Sociedades Burocráticas, Madrid, Revista de Occidente, 1966].

·Modernization. Protest and Change

 Englewood Cliffs, New Jersey, Prentice-Hall, 1966 [trad. cast. Modernización, Movimientos de Protesta y Cambio Social, Buenos Aires, Ediciones Amorrortu, 1970].

·The Decline of Empire

Englewood Cliffs, New Jersey, Prentice-Hall, 1967. Org.

·Socialism and Tradition

 Atlantic Highlands, Humanities Press International, 1975.  Com alii

·Building States and Nations

 Newbury Park, Sage Publications, 1977. Com Stein Rokkan.

·Revolution and the Transformation of Societies

 Glencoe, The Free Press of Glencoe, 1978.

·Protestant Ethic and Modernization. A Comparative View

 Nova York, Basic Books, 1968.

·Traditional Patrimonialism and Modern Neo-Patrimonialism

Newbury Park, Sage Publications, 1973.

·Tradition, Change and Modernity

Krieger Publishing Company, 1983. Ver a trad. Port., A Dinâmica das Civilizações. Tradição e Modernidade, Lisboa, Cosmos, 1991.

·Orthodoxy, Heterodoxy and Dissent in India

Walter de Gruyter, 1984

·The Welfare State and Its Aftermath

Barnes and Noble Books, 1985. Com Ora Ahimeir.

·Origins and Diversity of Axial Age Civilizations

State University of New York Press, 1986.

·Centre Formation, Protest Movements and Class Structure in Europe and the United States

New York University Press, 1987.

·Patterns of Modernity

New York University Press, 1987.

·Japanese Models of Conflict Resolution

Routledge, 1990.

·Jewish Civilization. The Jewish Experience in Comparative Perspective

State University of New York, 1992.

·Absoption of New Immigrants in Israel

Irvington Publishers, 1993.

·Social Change, Differentiation and Evaluation

Irvington Publishers, 1993.

·Power, Trust and Meaning. Essays in Sociological Theory and Analysis

University of Chicago Press, 1995.

·Japonese Civilization. A Comparative View

University of Chicago Press, 1996.

 

Eiximenis, Francesc (1325-1409) Autor catalão defensor do pactismo e do comunitarismo. Define a coisa pública como alguna comunidad de gentes hajo una misma ley, señoria y costumbres, ya se si quiere tal ayuntamento Reino, Ciudad, Villa o Castillo o culquier semejante comunidad que no sea casa solo.

·Dotzè libro de lo Crestià. Regiment de la Cosa Publica

 1383

 

Eixo Termo inventado por Mussolini para designar a aliança política estabelecida entre a Itália fascista e a Alemanha nazi, defensoras de idêntica ideologia, considerada o eixo em torno do qual deveria girar a vida política. A aliança é estabelecida em 1936 como reacção às sanções estabelecidas pela SDN contra a Itália, depois da conquista da Etiópia, sendo confirmada em 1937 e sancionada em 1939 em Berlim quando se assina o Pacto de Aço que alargou a aliança política ao campo militar, começando a funcionar com a guerra civil de Espanha e, depois, com a entrada da Itália na Segunda Guerra Mundial em 1940. Termina em 1943 quando a Itália pede armistício aos Aliados.