Respublica     Repertório Português de Ciência Política         Edição electrónica 2004


<<||Home|1974-Hoje|1926-1974|1910-1926 
Políticos Portugueses da I República (1910-1926)
A|B|C|D|E|F| G|H|I|J|K|L|M| N|O|P|Q|R|S|T| U|V|W|X|Y|Z

 

Dantas, Júlio (1876-1962). Médico e escritor. Presidente da Academia das Ciências. Deputado em 1905. Senador durante a República. Ministro da instrução pública de 21 de Outubro a 30 de Novembro de 1920, no governo de António Granjo, na qualidade de reconstituinte. Ministro dos negócios estrangeiros no governo de Cunha Leal, de 16 de Dezembro de 1921 a 6 de Fevereiro de 1922. Ministro dos negócios estrangeiros no governo nacionalista de Ginestal Machado, de 15 de Novembro a 18 de Dezembro de 1923. Membro do partido liberal e do partido nacionalista. Presidente da comissão nacional dos centenários em 1940. Autor de Páginas de Memórias, Lisboa, Portugália, 1968. Ver Luís de Oliveira Guimarães, Júlio Dantas. Uma Vida. Uma Obra. Uma Época, Lisboa, Romano Torres, 1963.

 

 

Dias, Carlos Malheiro 1875-1941 Monárquico. Secretário do conde de Paçô Vieira. Emigra para o Brasil depois de 1910. Propôe em 1922 a António José de Almeida a criação de uns Estados Unidos de Portugal. Um dos conspiradores do 18 de Abril de 1925. Promove a edição da História da Colonização Portuguesa do Brasil, Porto, Litografia Nacional, 1921. Nomeado embaixador de Portugal em Madrid, pouco antes de morrer, não chega a ocupar o cargo.

 

 

Duarte, Teófilo Tenente durante o sidonismo. Oficial de cavalaria. Nomeado governador de Cabo Verde em 1917. Intitula-se fascista nos anos de 1920, elogiando Mussolini directamente Ministro das colónias de 4 de Fevereiro de 1947 a 2 de Agosto de 1950. Está na origem do conflito de Henrique Galvão com o salazarismo.

 

 

Duque, Júlio Ernesto de Lima. Ministro do trabalho de 19 de Julho a 20 de Novembro de 1920, no governo de António Granjo. De 24 de Maio a 30 de Agosto de 1921, no governo de Tomé de Barros Queirós. De 30 de Agosto a 19 de Outubro de 1921, no governo de António Granjo. De 18 de Dezembro de 1923 a 6 de Julho de 1924, no governo de Álvaro de Castro, como nacionalista.

 

 

Durão, Albano Augusto de Portugal. Ministro da agricultura de 4 a 19 de Maio de 1921 no governo de Bernardino Machado. Ministro das finanças no governo de António Maria da Silva, de 6 de Fevereiro a 26 de Agosto de 1922 (tem forte oposição da Associação Industrial Portuguesa). Ministro dos negócios estrangeiros no governo de António Maria da Silva, de 1 de Julho a 1 de Agosto de 1925.

 

© José Adelino Maltez. Todos os direitos reservados. Cópias autorizadas, desde que indicada a proveniência: Página profissional de José Adelino Maltez ( http://maltez.info). Última revisão em: 20-12-2003